IR PARA O SITE

Um, dois, três, quatro copos
Já virei todos de uma vez pra acabar
Quero ver essa mágoa não passar
Quero ver a tristeza no fundo do copo se afogar

Mas pode ficar sossegado
Tudo o que tô bebendo eu tô pagando
Toca ai um João Mineiro e Marciano
Tô sofrendo mas ta passando

Mas pode ficar sossegado
Que eu não sou daquele tipo inconveniente
Minha história tão comum, igual de tanta gente
Ainda ontem chorei de saudade

Quantas noites e quantas garrafas preciso beber
Pra tirar do meu peito essa mágoa, pra te esquecer

Compositor: Flavinho Tinto/Nando Marx/Douglas Melo/Jadson